Veja como como consultar as restituições IRPF

O imposto de renda deve ser declarado todo ano, é pago sobre o rendimento e de imposto sobre a renda, é a taxa que cada contribuinte seja ele pessoa física ou pessoa jurídica, essa dedução é feita através das informações que esse contribuinte realizou, é deduzido certa porcentagem que vai para os cofres públicos do governo federal.

O imposto pago pelo trabalhador é denominado IRPF (Imposto de Renda sobre Pessoa Física) e a declaração anual comprovativa dos rendimentos é denominada DIRPF (Declaração de Ajuste Anual).

A apresentação da declaração do IRPF é obrigatória a todos os trabalhadores que possuem rendimento superior ao valor mínimo definido pelo governo.

Tributação

A tributação Imposto de Renda funciona com base em alguns critérios de, como a renda, outro critério que é levado em conta é a é o ganho de capital e operações em bolsa de valores, portanto quem obteve ganhos através desses critérios também precisa declarar o IR, assim como que teve ganhos acima de R$ 122.783,25 com atividades rurais.

imposto de renda calculo

Multa por atraso na entrega da declaração do imposto de renda será de 1% ao calendário ou fração de atraso, calculado sobre o imposto devido, com valor mínimo de R$ 165,74;

  • Caso a pessoa física constate que cometeu erros, omissões ou inexatidões na Declaração já entregue, poderá apresentar declaração retificadora;
  • Idosos, portadores de doenças graves e deficientes terão prioridade na restituição do Imposto de Renda;
  • O saldo do imposto poderá ser pago em até 8 quotas, mensais e sucessivas. Nenhuma quota deve ser inferior a R$ 50,00;
  • O imposto de valor inferior a R$ 100,00 deve ser pago em quota única;

A entrega fora do prazo deve ser apresentada:

  • Pela internet;
  • Utilizando a Declaração IRPF 2017 on-line;
  • Em mídia removível, nas unidades da RFB;
  • O contribuinte poderá acompanhar, no portal do e-CAC, processamento da sua declaração.

imposto de renda calculo

Como consultar restituições IRPF

Para realizar sua consulta é bem fácil, basta você acessar o site da Receita Federal através do endereço a seguir:

E na parte de “Consultas” seguir os passos abaixo:

  • CPF – deve ser informado completo, inclusive com o dígito verificador, sem separadores de números, pontos ou traços;
  • Data de Nascimento – devem ser digitados apenas números, com dois algarismos para o DIA e para o MÊS e quatro algarismos para o ANO;
  • Código acima – digite os 6 caracteres da imagem. Essa informação ajuda a Receita Federal do Brasil a evitar consultas por programas automáticos, que dificultam a utilização do aplicativo pelos demais contribuintes;
  • Para que a consulta funcione corretamente, é necessário que seu navegador esteja habilitado para gravação de “cookies”.

O saldo do imposto de renda pode ser pago em até 8 (oito) quotas, mensais e sucessivas, observado o seguinte:

  • Nenhuma quota deve ser inferior a R$ 50,00 (cinquenta reais);
    O imposto de valor inferior a R$ 100,00 (cem reais) deve ser pago em quota única;
  • A primeira quota ou quota única vence em 29 de abril de 2016, sem acréscimo de juros, se recolhida até essa data.as demais quotas vencem no último dia útil de cada mês subsequente ao da apresentação, e seu valor sofre acréscimo de juros equivalentes à taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic);
  • Para títulos federais, acumulada mensalmente, a partir do primeiro dia do mês subsequente ao previsto para a apresentação da declaração imposto de renda até o mês anterior ao do pagamento, e de 1% referente ao mês do pagamento, ainda que as quotas sejam pagas até as respectivas datas de vencimento;
  • Caso o pagamento imposto de renda venha a ser efetuado posteriormente ao prazo legal, incide a multa de mora de 0,33% ao dia, limitada a 20%.

O saldo do imposto a pagar que resultar inferior a R$ 10,00 não deve ser pago, devendo ser adicionado ao imposto correspondente aos exercícios subsequentes, até que o total seja igual ou superior a R$ 10,00, quando, então, deve ser pago no prazo estabelecido na legislação para este último exercício.